Utilize protótipos durante a identificação dos requisitos do projeto

Um protótipo representa um modelo simplificado do produto final. É frequentemente utilizado na modelização dos requisitos em projectos de desenvolvimento de aplicações informáticas. Os protótipos são construídos cedo no ciclo de vida de desenvolvimento e são utilizados para visualizar a aparência e o funcionamento simplificado da aplicação. Por vezes, a primeira implementação em produção da solução é chamada incorrectamente de protótipo. Se houverem várias implementações, o mais correcto é chamar à primeira, um “teste piloto”. Um protótipo também não é utilizado para validar uma solução proposta. O nome mais apropriado para este caso é “prova de conceito”.

O principal objectivo de um protótipo é auxiliar a equipa a efectuar o levantamento dos requisitos da solução. Após a construção dum protótipo inicial, este deverá ser apresentado ao cliente para que seja validado. O protótipo será utilizado frequentemente durante esta fase de análise do projecto, para obtenção de requisitos adicionais.

Tipicamente, um protótipo aplicacional começa por mostrar um conjunto de écrans. Nesta etapa, deverá existir pouca ou nenhuma implementação dos processos de negócio mas somente o código necessário para permitir a visualização e navegação dos écrans. O objectivo do protótipo é fornecer uma representação visual preliminar da aplicação e não implementar a lógica complexa que está por trás dela.

Existem duas opções para utilizar um protótipo no seu projecto.

Protótipo parcialmente ou totalmente descartável. Normalmente o protótipo é construído para ser descartado após estar terminada a identificação dos requisitos. Por exemplo, poderão ser utilizadas ferramentas tais como o Excel ou Powerpoint para criar o protótipo de uma aplicação, caso não pretenda re-utilizar o protótipo em fases subsequentes do projecto. No entanto, em muitas casos, o protótipo é construído utilizando a mesma tecnologia da aplicação final o que permite a reutilização de partes do protótipo nas fases seguintes do projecto.

Elaboração progressiva da solução. Se está a utilizar uma abordagem iterativa de desenvolvimento aplicacional, o protótipo inicial também deverá ser construído rapidamente e de um modo simplificado para permitir validar os requisitos identificados. No entanto, em vez de descartar ou abandonar o trabalho já feito, este irá incorporar gradualmente mais complexidade ao longo das várias fases do projecto. A certa altura, já não se pode chamar de protótipo. Em vez disso, o modelo simplificado do protótipo é utilizado como base para construir a aplicação final.

Em resumo, os protótipos são utilizados para obter alguns dos requisitos da solução e são particularmente úteis para mostrar o aspecto visual da aplicação e o fluxo simplificado dos processos. A vida útil do protótipo irá variar conforme o modelo adoptado para desenvolver a solução final. Pode ser completamente descartado, ou alguns componentes podem ser reutilizados na aplicação. Ou pode servir como base para construir a solução final.